Arquivo de Tag

Alunos de Direito participam de Seminário Nacional sobre Criptomoedas

Acompanhados do professor Pedro Menezes, que ministra a disciplina Direito Tributário II, os alunos do 7º período do curso de Direito da FICR participaram do Seminário Nacional sobre Criptomoedas, realizado no auditório do Banco Central, centro do Recife, na semana passada. O objetivo principal do evento foi apresentar os lados que envolvem as moedas virtuais, com temas como tributação, tipologias, riscos de investimento e regulação estatal.

De acordo com Menezes, hoje, o Direito está migrando para o mundo digital e o advogado que não tiver conhecimento dessa área estará fora do mercado. “O evento mostrou as dificuldades que o sistema brasileiro terá para regulamentar esse tipo de moeda, diferente de países como a Alemanha e o Japão, que já regulamentaram o bitcoin e já o utilizam oficialmente”, afirmou. “Como um dos assuntos da minha disciplina é a tributação de moedas, assistir ao seminário foi uma forma de inserir os alunos da FICR nesse novo ramo do direito”, disse.

Texto: Bruno Holanda
Foto: Divulgação
Comunicação e Marketing FICR

FICR inicia projeto preparatório para o Exame da OAB 2018

Professor Joaquim Soares

Com o objetivo de auxiliar melhor os alunos concluintes do curso de Direito para o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a FICR está realizando o Projeto OAB, nos turnos da manhã e noite, de fevereiro a maio. Trata-se de encontros com os professores da instituição para a discussão de questões e revisão dos principais pontos abordados na prova. O primeiro encontro aconteceu ontem (28 de fevereiro). Pela manhã, os temas foram Direito Civil e Direito Empresarial, com o professor Joaquim Soares. Já no turno da noite, o professor Pedro Menezes abordou o Direito Administrativo e Direito Tributário.

Visando prestigiar o esforço e mérito dos estudantes, aqueles que comparecerem a pelo menos cinco encontros estarão habilitados a participar de um simulado, no dia 16 de maio. Os alunos poderão utilizar a pontuação obtida para substituir uma das provas de segunda unidade.

Confira as datas das próximas aulas e simulado:

Projeto OAB Manhã – 10 horas

07.03 – Filosofia, Direito Ambiental, ECA e Direito do Consumidor

21.03 – Ética Profissional

21.03 – Processo Civil

28.03 – Direito Penal e Processual Penal

04.04 – Direito Constitucional, Direitos Humanos e Direito Internacional

02.05 – Direito Administrativo e Direito Tributário

09.05 – Direito do Trabalho e Processo do Trabalho

16.05 – Simulado

Projeto OAB Noite – 20 horas

07.03 – Ética Profissional e Direito Processual Civil

21.03 – Direito Civil e Direito Empresarial

28.03 – Direito Penal e Processual Penal

04.04 – Direito Constitucional, Direitos Humanos e Direito Internacional

02.05 – Filosofia, Direito Ambiental, ECA e Direito do Consumidor

09.05 – Direito do Trabalho e Processo do Trabalho

16.05 – Simulado

 

Texto: Bruno Holanda
Fotos: Bruno Holanda / Divulgação
Comunicação e Marketing FICR

Aula Magna de Direito da FICR aborda a Teoria e Prática do Direito e Reforma Previdenciária

George Brown

Os alunos e professores de Direito da FICR participaram da Aula Magna durante o dia de ontem (22 de fevereiro). No turno da manhã, a convite do coordenador do curso, professor Pedro Spíndola, o PhD em Filosofia pela Tulane University (EUA) e professor do programa de pós-graduação da UFPE, George Browne, apresentou a palestra Teoria e Prática do Direito, no Auditório Champagnat.

Em sua explanação, Browne destacou a necessidade de os estudantes conhecerem a origem e base sobre as quais o direito se sustenta, como também a questão do papel e da importância daqueles que se dedicam à prática jurídica. “Por exemplo, um juiz deve possuir certas características pelas quais seja capaz de integrar o conhecimento e o exercício prático. O magistrado não deve simplesmente aplicar o que diz uma lei e sim construir a jurisprudência, decisão tomada em função de cada situação concreta”, afirmou.

No final da palestra, George Browne ressaltou que os estudantes de direito não podem se formar apenas para ler códigos e tratados. “Eles têm que aprender sobre a vida, porque o direito é a forma pela qual toda a vida passa”, sentenciou. Para os alunos da turma da noite, Pedro Spíndola convidou o professor de Direito Previdenciário da Escola Superior de Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção de Pernambuco (ESA-PE), Victor Brederodes, que apresentou a palestra Reflexões sobre os fundamentos da Reforma Previdenciária.

Victor Brederodes

Texto: Bruno Holanda
Fotos: Bruno Holanda / Divulgação
Comunicação e Marketing FICR

 

Último módulo do Ciclo de Palestras da FICR aborda a Teoria Contemporânea do Direito

O último módulo do Ciclo de Palestras sobre temas contemporâneos do Direito da FICR aborda a Teoria Contemporânea do Direito, no dia 06 de dezembro (quarta-feira), a partir das 19h, no Auditório Champagnat. Para o encontro serão apresentadas duas palestras. A primeira A produção social da violência e o bode expiatório será ministrada por Stefano Toscano, mestre em sociologia e doutor em direito.

Já a segunda palestra Violência e Mediação – Novas Perspectivas será apresentada por Karina Vasconcelos, doutora em Teoria e História dos Direitos Humanos e mediadora do Centro de Mediação e Treinamento para Mediação, de Paris, na França.

O Ciclo de Palestras sobre temas contemporâneos do Direito é direcionado aos alunos concluintes do curso de Direito da FICR. Dividido em sete módulos, sempre aos sábados, as palestras também estão abertas aos estudantes de outros períodos, que podem participar como ouvintes avulsos. Para participar do último módulo é necessário se inscrever até às 12h da terça-feira (05 de dezembro), através do link: https://goo.gl/sLSw2U

 

Texto: Bruno Holanda
Revisão: Gabriela Ribeiro
Imagem: Rebecca Lima
Comunicação e Marketing FICR

 

Ciclo de Palestras da FICR debate o Direito Penal

O sexto módulo do Ciclo de Palestras sobre temas contemporâneos do Direito da FICR debate o Direito Penal, neste sábado (02 de dezembro). O evento será realizado no Auditório Champagnat, das 9h às 12h. Para este encontro será apresentada a palestra Violência doméstica e familiar contra a mulher na justiça penal: perspectivas antipunitivistas para a lei Maria da Penha, com Carolina Salazar de Medeiros, doutoranda e mestre em Direito, e pesquisadora do Grupo Asa Branca de Criminologia.

O Ciclo de Palestras sobre temas contemporâneos do Direito é direcionado aos alunos concluintes do curso de Direito da FICR. Dividido em sete módulos, sempre aos sábados, as palestras também estão abertas aos estudantes de outros períodos, que podem participar como ouvintes avulsos. Em breve, serão divulgadas maiores informações do último módulo.

Para participar do sexto módulo é necessário se inscrever até às 12h da sexta-feira (1º de dezembro), através do link: https://goo.gl/v8eFQ9

 

Texto: Bruno Holanda
Revisão: Gabriela Ribeiro
Imagem: Rebecca Lima
Comunicação e Marketing FICR

Aluno de Direito relata sua experiência na monitoria

Com a missão principal de despertar no estudante universitário o interesse pela docência, a monitoria é uma experiência proporcionada aos alunos, regularmente matriculados em cursos de graduação, que compreende atividades acadêmicas supervisionadas por um professor. Para o aluno de Direito da FICR, Luís Carlos Santos (8º período), monitor da disciplina Direito Tributário I, da turma do 6º período, a oportunidade tem sido muito relevante, principalmente por ser algo ainda não realizado por ele.

O estudante conta que o mais o motivou a participar da seleção da monitoria foi a possibilidade de estabelecer uma relação acadêmica mais próxima do professor da disciplina (Pedro Menezes) e dos alunos do 6° período. “É uma turma na qual conheço apenas alguns colegas, o que acaba sendo uma possibilidade de criar novas relações no ambiente acadêmico, além de me ajudar a manter o foco na disciplina, uma vez que tenho de ficar mais atento aos desdobramentos e à evolução dos temas estudados por eles”, afirma.

Através da monitoria da FICR, Luís Carlos Santos diz que espera melhorar a postura relacionada à exposição de temas (apresentações) e a capacidade de relacionamento interpessoal. “No trabalho de monitoria temos de nos adequar às necessidades dos nossos colegas, de maneira a facilitar a compreensão de algo que se apresenta totalmente novo”, explica. “Além disso, o foco em trabalhos acadêmicos sugeridos pelo professor da disciplina culmina em um maior aprendizado não só quanto ao tema abordado, mas também em relação ao aspecto prático da tratativa profissional dos temas abordados, o que se faz de suma importância para mim”, finaliza.

Texto: Bruno Holanda
Revisão: Gabriela Ribeiro
Foto: Divulgação
Comunicação e Marketing FICR

Inscrições abertas para o Vestibular 2018.1 da FICR

As inscrições do Vestibular 2018.1 da FICR – Faculdade Imaculada Conceição do Recife estão abertas. Além de Direito, Administração, Gestão de RH e Sistemas para Internet (Web Design), a FICR passa a oferecer cinco novos cursos: Ciências Contábeis, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gestão da Qualidade, Gestão Financeira e Gestão Pública.

Os candidatos poderão ingressar na instituição através do Vestibular Agendado, Portador de Diploma e Transferência. Já os estudantes que se submeteram ao ENEM, a partir de 2013, também podem aproveitar a nota obtida no exame e ingressar na FICR. Basta apresentar uma pontuação superior a 400 pontos e nota diferente de zero na redação. Neste caso, deverão se inscrever na opção ENEM através do site.

Há também outras formas de ingresso na FICR. São elas: Bolsa Social e Programa Universidade para Todos (Prouni). A instituição oferece algumas formas de financiamento: Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), PraValer, Bradesco Universitário e Fundacred. A FICR disponibiliza ainda mais uma facilidade de pagamento para os estudantes: o PEU (Parcelamento Estudantil UBEC). Através dessa modalidade, o estudante poderá parcelar 50% da mensalidade no dobro do tempo e sem juros.

Para mais informações, entre em contato com a Central de Atendimento da FICR: 4009.7777.

Manhã de palestras na FICR esclarece as mudanças da Reforma Trabalhista

Margareth Rubem, Juliana Cruz e Cássia Barata. Fotos: Comunicação e Marketing FICR

No último mês de julho, o presidente da República, Michel Temer, sancionou a Reforma Trabalhista, que entra em vigor a até o final de 2017. Contudo, as mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e a relação entre patrão e empregado ainda geram muitas dúvidas para a população. Para atualizar os alunos sobre o tema, a FICR realizou um ciclo de palestras na manhã de ontem, no Auditório Apipucos. O primeiro tema Direito Material do Trabalho foi explanado pela juíza do trabalho do TRT 6ª Região, Cássia Barata.

De acordo com a juíza, muitas inovações ocorreram no direito material do trabalho e algumas novidades foram trazidas pelo legislador como a regulamentação do teletrabalho (home office) e o contrato de trabalho intermitente. “Algumas questões são normas de retrocesso social que não estão em comunhão com as normas internacionais e com a própria constituição, como é o caso da insalubridade”, afirmou. “Além disso, outras normas de adequação da CLT, como é o caso das multas administrativas, foram atualizadas, e outras questões que foram trazidas para a norma já eram debatidas em jurisprudência e agora foram normalizadas pelo legislador da CLT”, informou.

Margareth Rubem

Em seguida, a advogada e especialista em direito sindical, Margareth Rubem, ministrou a palestra Direito Coletivo do Trabalho, na qual apresentou ao público os principais impactos que as inovações da reforma trabalhista vão trazer para o direito coletivo do trabalho. “Um ponto no qual os sindicatos estão bastante críticos é com o fim da obrigatoriedade do imposto sindical, que até então vigora para todos os trabalhadores, sindicalizados ou não. Isso vai trazer uma consequência negativa para os sindicatos em relação à fonte de receita”, declarou.

Segundo Margareth, a reforma trabalhista diz que o acordo coletivo de trabalho terá prevalência sobre a convenção coletiva. “O acordo coletivo mesmo trazendo desvantagem para o trabalhador terá prevalência”, informou. “Além disso, a vigência da norma coletiva não pode ultrapassar dois anos e o que foi acordado na convenção se não for renovada depois deixará de ter efeito”, falou. O evento terminou com a advogada trabalhista e diretora da Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas, Juliana Cruz, que abordou o Direito Processual do Trabalho.

Juliana Cruz

Terceiro módulo do Ciclo de Palestras destaca o Direito do Trabalho

O terceiro módulo do Ciclo de Palestras sobre temas contemporâneos do Direito destaca o Direito do Trabalho, no próximo sábado (30 de setembro). O evento será realizado no Auditório Champagnat, das 8h30 às 12h. Para este encontro serão apresentadas três palestras. A primeira, das 8h30 às 9h30, será “Reforma Trabalhista: Precarização X Flexibilização”, com a professora Isabele Bandeira, mestre e doutora em Direito, pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

A segunda palestra “Assédio Moral no Ambiente de Trabalho”, das 9h50 às 10h30, será ministrada pela docente de Psicologia da UFPE, Kaliani Rocha. Já a terceira palestra “Questões sobre Gênero no Direito do Trabalho”, será ministrada pela advogada e doutora em Direito, Rogéria Gladys, das 10h50 às 12h.

O Ciclo de Palestras sobre temas contemporâneos do Direito é direcionado aos alunos concluintes do curso de Direito da FICR. Dividido em sete módulos, sempre aos sábados, as palestras também estão abertas aos estudantes de outros períodos, que podem participar como ouvintes avulsos. Em breve, serão divulgadas maiores informações dos próximos módulos.

Para participar do terceiro módulo é necessário se inscrever até às 12h da sexta-feira (29 de setembro), através do link: https://goo.gl/Pw3Qf7

Aluno da FICR estreia como colunista do Portal Mega Jurídico

Normando Siqueira cursa o 6º período de Direito na FICR . Foto: Comunicação e Marketing FICR

A FICR parabeniza o aluno Normando Siqueira (Direito, 6º período manhã) pela iniciativa de colaborar com o Portal Mega Jurídico. A página da web dissemina conteúdo sobre todas as áreas do direito e fomenta o debate jurídico de forma simples, objetiva e acessível a todos. Siqueira enviou um artigo para publicação no portal, que foi submetido à análise dos editores e aceito. Além disso, também foi convidado para fazer parte da equipe de colunistas do veículo, escrevendo um novo artigo a cada 15 dias. A estreia do estudante foi no dia 20 de setembro, com o artigo “A Violação dos Direitos na Era Digital”.

Para o aluno, estar em contato com profissionais e outros acadêmicos que possuem uma trajetória no âmbito jurídico será importante na construção da sua história profissional. “Fico muito feliz em fazer parte do time do Portal Mega Jurídico e de hoje em diante é continuar e seguir em frente em busca de novas conquistas”, enfatiza Normando Siqueira.

Quando desenvolveu o artigo que foi admitido, Siqueira não acreditava que seria aceito, pois existem alguns critérios de admissibilidade. Ele já tinha enviado um artigo para outro portal jurídico e não foi aprovado. Contudo, persistiu e desta vez deu certo. “Devo boa parte dessa conquista aos meus professores da FICR, aliás, sem eles e sem a contribuição dos meus colegas de sala, de fato, nada faria sentido”, ressalta ele.

Normando Siqueira deixa uma dica para os seus colegas: “Vamos escrever, pensar, refletir e contribuir na transformação da realidade social”.

 

 

Page 1 of 3
1 2 3

Fique Conectado!

(81) 4009-7777 | Avenida Caxangá, 3841 - Iputinga - Recife / PE - CEP: 50670-902